Você Pode Imaginar Uma Vida Sem Música? 1

José Carvajal Rodríguez-Cardoso lembra que quando era baixo e ia na via com o estojo de teu aparelho musical, “as pessoas me analisando como se dissesse como Hoje nós o vemos como qualquer coisa normal. Isso, felizmente, mudou.” Neste colégio, que trabalha por projetos, o ensino da música está presente na Educação Infantil e se estende bem como meia hora a mais por semana ligada a matérias como a Língua ou a Educação Física. Não tiram tempo pra estas disciplinas, mas que nesse espaço se introduz a música.

Além do mais, no momento em que se iniciou a actividade nesse centro, havia um coro de estudantes. Aurora de Anta não hesita ao ser questionada pelos benefícios da educação musical para o desenvolvimento das moças. “É primordial para a plasticidade do cérebro”, diz, independentemente de se o talento do garoto lhe permitirá fazer uma carreira musical ou simplesmente compreender a tocar um aparelho ou cantar. Trabalham as emoções e esses ensinamentos somam positivamente na convivência do centro “por causa de a música é importante para elaborar um agradável clima de serviço, que possa ser bem-humorado, contudo também com seriedade”. Ademais, nota-se a melhoria aqueles alunos que têm problemas de dicção já que a música socorro a trabalhar essas perguntas.

Por outro lado, aponta que os alunos são mais montados na hora de agir em público: “fazem-no com naturalidade e são bem resolvidos, além de ser muito respeitável a criatividade que desenvolvem”, comenta. Todo esse serviço é superior para os docentes que, nas aulas de outrora, como anuncia De Anta, que insiste na importancia de que os professores e professores adiram a esta metodologia de ensino.

“a situação De alguns saem coisas incríveis, contudo são capazes de permanecer paradas se não houver a desejo de mais professores”, e este centro não ocorreu desta maneira. Soma-Se o evento de estar introduzido em uma população muito jovem e que tenham contribuído de várias situações que permitiram que esta trajetória tão musical se tenha podido prosseguir. No centro, há 3 professores com a especialidade de música, Carlos Estébanez, Soraya Martín Esquerdo e Diego Gutiérrez. Ademais, o chefe de Estudos, Alberto Labajo, é também professor de música. O que deixam claro é que a educação musical Infantil e Fundamental socorro a desenvolver nas crianças o adoro pelas artes e bem como a gerar vocações musicais que são capazes de bem como criar-se no conservatório.

  • Baixa competência técnica e comercial pela prestação de serviços
  • Jul.2009 | 12:Cinquenta e oito
  • Calças inteiras ou “escaramuça”, como as botargas (e calças picadas) e os zaragüelles
  • Memorizar conceitos e exibir ideias

Atualmente, comunidade autónoma de Castela e Leão conta com onze salas de ensinamentos elementares e profissionais de música nas 9 províncias e em Salamanca há um Ensino Superior. Um deles é o que dirige José Carvajal em Burgos. Manifesta que “o lado profissional é uma saída, entretanto não é o que justifica somente estes estudos.

O que se tenta é que através da música as crianças desenvolvam relações sociais, entender a estudar, montar métodos de estudo e disciplina, e não era afeto pela música e cada sentença artística”. Isso também coincide com Laura da Foice, diretora do Conservatório musical de Campinas. A Foice afirma que é uma educação emocional e que “aprender música faz extremamente disciplinados, pelo motivo de há uma carga horária horrível” nos ensinamentos profissionais que os alunos somam a seus estudos de ensino Médio e do ensino médio.

Categories:

Tags:

Comments are closed