Stephen Hawking E Outros 1.000 Especialistas Alertam A Respeito Do Perigo De Os 'robôs Assassinos' 1

Mais de 1.000 cientistas e peritos em tecnologia assinaram uma carta na qual alertam sobre o perigo de desenvolver os chamados “robôs assassinos’, ou melhor, armas autônomas programadas com inteligência artificial. Agora, os signatários da nova carta foi pedido que se proíbe especificamente o emprego da inteligência artificial pro desenvolvimento de armas que podem funcionar “para além do controle humano”. O professor do MIT, Noam Chomsky, o responsável pela inteligência artificial do Google, Acessórios Hassabis, e o filósofo Daniel Dennett, assim como assinaram esta carta de protesto.

O texto, que foi publicado na internet pelo Future of Life Institute (FLI), da Universidade de Oxford, e será distribuído entre todos os membros da Conferência sobre isto Inteligência Artificial que se celebra esta semana em Buenos Aires.

Cuadralidad. Na realidade, trata-se de uma abordagem de base 2 ou diádico, ficando o terceiro lado embutimento simplesmente o cérebro esquerdo inferior, chamado “controlador”. Há outros modelos de cérebro como os seguintes. – Tese e antítese de Hegel, que é uma cópia do Yang/Yin. – Razão Pura e Razão Prática de Kant. – Razão e elan vital ou impulso criativo de Bergson. – Razão e Fé. – Idealismo e materialismo. O cérebro é como superestrutura ideológica (idealismo, subjectivismo) contra as condições objetos (materialismo), operações práticas, de sobrevivência, que é a formulação de Marx. – Id, ego e superego, inconsciente, subconsciente, consciente, de Freud, que corresponderiam ao reptílico, límbico e neocórtex de McLean.

  • Nove Obra literária
  • Mensagens: 34.068
  • três Crise Financeira Mundial (2008)
  • cinco Buffer e memória
  • Registado: Vinte e dois abr 2010

– O pensamento concreto, imaginativo e abstrato de Piaget, que corresponderiam ao cérebro central, justo e esquerdo. – As representações mentais da Neurolinguística, que as organiza todas (conceitos e paradigmas processadores) no cérebro esquerdo: visuais (predomínio do hemisfério esquerdo), auditivas (predomínio do hemisfério correto) e cinestésicos (predominância do cérebro central). Como são representações linguísticas, como pontes mediadores das dicas dos cinco sentidos, poderá-se bem como discursar que se trata de uma divisão triádica do cérebro esquerdo.

A tentativa mais promissor é, por neste momento, o paradigma triádico que permite assimilar as contribuições anteriores e criar instrumentos práticos para a educação e todas as ciências humanas e sociais, como se poderá acompanhar por alguns exemplos que se seguem. Sentir-refletir-agir; raciocinar-constatar-agir; agir-notar-refletir, etc.; ou em qualquer forma de ziguezague, uma equipe de mediadores.

É o mesmo que falar: inputs-transformação-outputs. A seqüência completa tem o nome de “Ciclo Cibernético de Transformação” (CCT). O Ciclo Cibernético de Transformação (CCT) é o flujograma jogado por qualquer sistema na sua faixa interna pra “trabalhar” o que recebe desde a tomada de inputs na atenção, passando pelo processamento triádico interno, emergindo nos outputs. Por efeito do feedback, existe um regresso ao início-inputs, formando ciclos sucessivos que podes ser representada por uma espiral.

A sequência mais técnica que vamos debater e assimilar consiste em 10 etapas. Mas, para entrar a ela, se começa pelo CCT mínimo de 3 funções, como acima. O estágio de 10 passos é hologramático, ou melhor, recorrente: reproduz-se em qualquer um dos passos.

Para exercer o passo 1 (um) se percorrem os outros 9 passos, tendo o 1 como eixo; pra realizar o passo 2, se percorrem os outros nove passos, tendo o dois como eixo. A isto chamamos de “recorrência” do momento: o todo está contido em cada divisão e cada parcela contém o todo.

As principais operações ou etapas do serviço do cérebro estão reduzidas a dez, com tantas subdivisões ou adições, como você quiser. Essas dez são de uma expansão de ciclos muito menores, como: suposição e prática; visualizar, julgar e agir; PDCA (em inglês plan, do, check, act), etc

Na realidade, o CCT estão integrados 3 métodos: do número um ao quatro é um resumo do mecanismo científico; de 5 a 6 é o modo espiritual, criativo, estratégico; do sete ao 10 é o esquema administrativo. Não há nenhum passo sem a indispensabilidade de envolver os outros.

Categories:

Tags:

Comments are closed